Grupo Atame

23,24 e 25/03- PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU em CONTABILIDADE PÚBLICA 2021/1 – TURMA VI

R$11.193,00

20 em estoque

+

Descrição

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU em CONTABILIDADE PÚBLICA

2021/1 – TURMA VI

 

100% curso ao vivo pela plataforma zoom.

Turno: terça-feira (das 18h15 às 22h30) , quarta-feira (das 18h15 às 22h30) e quinta-feira (das 18h15 às 22h30)

Carga Horária: 360 Horas

Início: 23, 24 e 25 de março de 2021

Serão 18 (dezoito) encontros mensais virtuais ao vivo de 18h/a para disciplinas específicas, e 02 (dois) encontros EAD para as disciplinas de Metodologia da Pesquisa e Didática do Ensino Superior.

 

COORDENAÇÃO ACADÊMICA:
– Ms. Francisney Liberato Batista Siqueira – Auditor Público Externo do Tribunal de Contas de Mato Grosso. Chefe de gabinete de Conselheiro do TCE-MT. Bacharel em Administração. Advogado. Contador.

.

                                                                         PÚBLICO-ALVO:
Destina-se a atender agentes públicos público federal, estadual e municipal que trabalham no setor de contabilidade ou que se relacionam direta ou indiretamente com a contabilidade, bem como os profissionais das diversas áreas que desejam conhecer sobre a Contabilidade Aplicada ao Setor Público. Profissionais da Contabilidade, Finanças, Auditoria, Controle Interno, além de gestores da área contábil e financeira, bem como analistas e técnicos.

 

OBJETIVO:
Apresentar aos participantes conteúdo sobre os aspectos estruturantes que norteiam a Contabilidade Aplicada ao Setor Público, em nível regional e nacional, notadamente no que tange às normas internacionais e nacionais, orçamento público, contabilização sobre os elementos orçamentários, patrimoniais e custos, construção e análises de balanços públicos, responsabilização, fraude, enfim, é uma grande oportunidade para conhecer a nova Contabilidade Pública, de maneira profunda, atualizada e esquematizada.

 

ESTRUTURA CURRICULAR:
MÓDULOS
  • Princípios e Normas da Contabilidade Aplicada ao Setor Público (18 h/a – 1 encontro): Normas Brasileiras de Contabilidade editadas pelo CFC. Normas Internacionais de Contabilidade aplicadas ao setor público – IPSAS e MCASP – manual editado e atualizado anualmente pela Secretaria do Tesouro Nacional – STN, especialmente: Introdução à Contabilidade Pública e sua convergência aos novos padrões. Princípios contábeis com base na NBC TSP – Estrutura Conceitual para a Elaboração e Divulgação de Informação Contábil de Propósito Geral pelas Entidades do Setor Público. Normas da Contabilidade aplicadas ao Setor Público.

 

  • Orçamento Público (18 h/a – 1 encontro): Orçamento público. Técnicas orçamentárias. Princípios orçamentários. Ciclo orçamentário. Processo orçamentário. Plano plurianual. Diretrizes orçamentárias. Orçamento anual. Sistema e processo de orçamentação. Classificações orçamentárias. Estrutura programática. Créditos ordinários e adicionais. Programação e execução orçamentária e financeira. Acompanhamento da execução. Alterações orçamentárias. Receita pública. Despesa pública. Restos a pagar. Despesas de exercícios anteriores. Suprimento de fundos.

 

  • Plano de Contas Aplicado ao Setor Público (18 h/a – 1 encontro): A busca do plano de contas único. Estrutura e funcionamento do PCASP. Controles do planejamento e da execução do orçamento. Controles da despesa “Em Liquidação” e dos restos a pagar. Controles do superávit financeiro. O PCASP e o PIPCP (Portaria STN nº 548/2015). Regras de integridade.

 

  • Procedimentos Contábeis Orçamentários (36 h/a – 2 encontros): 1º Encontro PPA – Plano Plurianual. LDO – Lei de Diretrizes Orçamentárias. LOA – Lei orçamentária anual. Ciclo orçamentário. Diretrizes para elaboração da Proposta Orçamentária. Emendas Parlamentares Impositivas. Atividades, Projetos e Operações especiais. Restos a pagar. Despesas de exercícios anteriores. Suprimento de Fundos (Regime de adiantamento). Operações de Crédito. Créditos Iniciais e Adicionais orçamentários. Remanejamento Orçamentário. Legislação e Jurisprudências sobre Orçamento Público.2º Encontro – Orçamento público – conceito e natureza jurídica. Aspecto Orçamentário e Financeiro da Contabilidade Aplicada ao Setor Público. Características Qualitativas da Informação Contábil. Princípios Orçamentários. Ingressos Extra-orçamentários. Receita orçamentária. Registro e Procedimentos Contábeis da Receita Orçamentária. Classificação da Receita. Etapas da Receita orçamentária. Despesa Orçamentária. Classificação da Despesa. Etapas da Despesa Orçamentária. Procedimentos Contábeis da Despesa Orçamentária.

 

 

  • Procedimentos Contábeis Patrimoniais (36 h/a – 2 encontros): 1º Encontro – Patrimônio Público. Aspecto qualitativo do patrimônio. Aspecto quantitativo do patrimônio. Ativo. Passivo. Patrimônio Líquido. Variações Patrimoniais. Variações Patrimoniais Quantitativas. Variações Patrimoniais Diminutivas. Resultado Patrimonial. 2º Encontro – Variações Patrimoniais Qualitativas. Mensuração de Ativos e Passivos. Avaliação e Mensuração. Reavaliação. Reavaliação do ativo imobilizado. Reavaliação do ativo intangível. Redução ao valor recuperável. Depreciação. Amortização. Exaustão.

 

 

  • Procedimentos Contábeis Específicos (36 h/a – 2 encontros): 1º Encontro – i) FUNDEB: a) conceito, b) origem dos recursos a serem distribuídos pelo fundo, c) forma de distribuição dos recursos arrecadados pelo fundo, d) aplicação dos recursos, e) contabilização dos recursos transferidos e recebidos do FUNDEB; ii) Operação de crédito: a) Conceitos: aquisição financiadas de bens, arrendamento mercantil financeiro e operacional, informação complementar da conta contábil, mutuo financeiro, operações de créditos contratual e mobiliária, derivados financeiros, dívida pública consolidada e líquida, b) relação com as informações fiscais, c) relação com a apuração do superávit financeiro, d) contabilização de eventos relacionados às operações de créditos mobiliárias e contratuais, e) contabilização dos eventos relacionados a: aquisições financiadas de bens, arrendamento mercantil financeiro, recebimento antecipado de valores provenientes da venda a termo de bens e serviços, assunção, reconhecimento e confissão de Dívidas, parcelamento de Dívidas; iii) Dívida Ativa: a) conceito, b) registros contábeis referentes a contabilização da dívida ativa, Atualização Monetária, Juros, Multas e Outros Encargos, Reclassificação da Dívida Ativa do Ativo Não Circulante para o Ativo Circulante, baixa, Ajuste para Perdas da Dívida Ativa; iv) Precatórios em Regime Especial: a) conceito, b) contabilização dos precatórios em regime especial. 2º Encontro – v) Regime Próprio de Previdência Social (RPPS): a) conceito, b) aspectos orçamentários, c) procedimentos contábeis relacionados a contribuição patronal, contribuição do servidor, encargos sobre contribuições patronais recolhidas fora do prazo, parcelamento de débitos do ente com o RPPS, cobertura de déficits previdenciários, pagamentos de benefícios previdenciários; vi) Consórcios Públicos: a) conceito, b) recursos dos consórcios públicos, c) procedimentos contábeis orçamentários, d) procedimentos contábeis patrimoniais. vii) Concessão de serviços públicos: a) conceitos de: Contrato de gestão, Concedente/Parceiro Público/Contratante, Concessionário /Parceiro Privado/ Contratado / Operador, Ativo da concessão, Obra pública, Contraprestação, Receitas Adicionais/Extraordinárias, Aporte de recursos, e de Tarifa/Preço Público, b) Concessões comuns, c) Parcerias Público e Privadas (PPP), d) Contabilização de eventos relacionados ao reconhecimento e mensuração de ativos e passivos da Concessão, Receitas adicionais, aspectos orçamentários, provisão para riscos decorrentes de Contratos de PPP, prestação da garantia, evidenciação, registros contábeis de acordo com o PCASP.

 

  • Gestão de Custos no Setor Público (18 h/a – 1 encontro): Introdução à contabilidade de Custos: Origens dos Custos, Evolução da Contabilidade. Conceitos Básicos em Contabilidade de Custos. Tipos de Produção (Por Ordem ou Encomenda; Contínua ou por Processo), Derivados da Produção (Co-produtos; Sub-produtos; Sucatas). Critérios de Avaliação dos Estoques (PEPS, UEPS, MPM, MPF). Princípios Fundamentais de Contabilidade Aplicados à Contabilidade de Custos. Classificação e Nomenclatura dos Custos. Demonstração de Resultados. Cálculo dos Preços de Vendas. Métodos de Custeios (Kaizen; Pleno; Absorção; Variável; ABC; Padrão; Target Cost), Custeio do Ciclo de Vida do Produto. Relação de Custo-Volume-Lucro (Margem de Contribuição. Pontos de Equilíbrio Operacional; Contábil; Econômico; Financeiro; Financeiro). Grau de Alavancagem Operacional, Margem de Segurança. Visão Estratégica de Custos. Mapas e Relatórios de Produção. Departamentalização (Departamentos; Centro de Responsabilidade; Centro de Custos; Centro de Receitas; Centro de Resultados; Centro de Investimentos; Centro de Lucros). Estudo de Caso.

 

  • Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público (18 h/a – 1 encontro): Aspectos conceituais das Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público: ambiente da contabilidade, importância das DCASP e legislação correlata. Estrutura, elaboração e análise das Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público: Balanço Orçamentário, Balanço Financeiro, Demonstração dos Fluxos de Caixa, Notas Explicativas, Balanço Patrimonial, Demonstração das Variações Patrimoniais e Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido.
  • Análise de Balanços Públicos (36 h/a – 2 encontros): 1º Encontro Fundamentos da análise financeira e contábil. Análise e interpretação das Demonstrações Contábeis. Usuários da informação financeira dos governos. Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público (DCASP). Balanço Orçamentário. Quociente de Execução da Receita, Quociente de Execução da Despesa, Quociente do Resultado da Execução Orçamentária, Quociente da Execução Orçamentária Corrente, Quociente da Execução Orçamentária de Capital, Resultado das Autorizações, Cumprimento da Regra de Ouro, Capitalização/Descapitalização, Endividamento, entre outros. Balanço Financeiro. Quociente de disponibilidade financeira para pagamento de restos a pagar, Quociente de inscrição de restos a pagar, Quociente do Resultado dos Saldos Financeiros e Quociente Orçamentário do Resultado Financeiro. 2º Encontro Balanço Patrimonial. Quociente da Situação Financeira (QSF), Liquidez Imediata, Liquidez Corrente, Liquidez Seca, Liquidez Geral, Índice de Solvência, Endividamento Geral, Análise Horizontal, Análise Vertical, Resultado do Balanço Patrimonial, Quociente do Limite de Endividamento, Quociente da Dívida Pública Contratada e Quociente de Dispêndios da Dívida Pública. Demonstração das Variações Patrimoniais. Quociente do Resultado das Variações Patrimoniais. Demonstração dos Fluxos de Caixa. Quociente do fluxo de caixa líquido das atividades operacionais em relação ao resultado patrimonial, Quociente da Capacidade de Amortização de Dívida e Quociente da Atividade Operacional.

 

  • Consolidação das Demonstrações Contábeis e Nota Explicativa (18 h/a – 1 encontro): Aspectos Gerais das Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público (Revisão Teórica). Notas Explicativas como instrumento de evidenciação das informações contábeis. Definições. Estrutura. Modelos Genéricos. Consolidação das Contas Públicas no PCASP. Competências da STN. Objetivos. A lógica de consolidação no PCASP.

 

  • Responsabilidade do Contabilista Perante o Tribunal de Contas (18 h/a – 1 encontro): Sistema jurídico de responsabilidade: natureza e conteúdo da responsabilidade, responsabilidade objetiva e subjetiva, esfera e tipos de responsabilidade. Tribunais de Contas: jurisdição, competência e responsabilidade pela prestação de contas. Responsabilidade perante o Tribunal de Contas: Natureza jurídica, independência das instâncias, agentes responsáveis. Requisitos da responsabilidade administrativa perante o Tribunal de Contas: competência do agente, ato ilícito na gestão dos recursos públicos, dolo e culpa e nexo de causalidade. Excludentes de ilicitude: estado de necessidade, caso fortuito e de força maior, fato de terceiro e culpa exclusiva da Administração. Responsabilidade da Alta Administração: Implantação e manutenção de sistema de controle interno e fidedignidade das informações contábeis. Excludentes de culpabilidade: potencial desconhecimento a ilicitude e inexigibilidade de conduta diversa. Estudo de casos sobre a responsabilização no âmbito do Tribunal de Contas da União.

 

 

  • Lei de Responsabilidade Fiscal (18 h/a – 1 encontro): Aspectos legais da LRF. Conceitos. Esferas da administração abrangidas pela LRF. Principais alterações decorrentes da LRF no equilíbrio fiscal. A execução orçamentária e o cumprimento das metas. Aspectos operacionais da LRF. Capacidade de arrecadação. A despesa pública. Definição dos Limites. Da repartição dos limites globais. Controle da Despesa Total com Pessoal. Despesas com a Seguridade Social. As Transferências Voluntárias. Condições para destinação de recursos para o setor privado. Da dívida e do endividamento. Dos Limites da dívida pública e das operações de crédito. Aspectos operacionais contábeis da LRF. Da Recondução da Dívida aos Limites (ART. 31). As Operações de Crédito – Contratação (art. 32). As Operações de Crédito por Antecipação de Receita Orçamentária (ARO) – Da Garantia e da contra garantia Os Restos a Pagar. A gestão patrimonial. A Transparência da Gestão Fiscal. Relatório Resumido da Execução Orçamentária – RREO. Relatório de Gestão Fiscal. Prestações de Contas. A Fiscalização da Gestão Fiscal.

 

 

  • Deontologia Profissional (18 h/a – 1 encontro): A Deontologia Profissional da função de Contabilista: sua abrangência e relevância. Os princípios que regem o exercício profissional da esfera pública e privada: transparência, ética, eficiência, produtividade e competência. Os valores pessoais envolvidos na atividade profissional: a formação do indivíduo no senso ético e moral da pessoa investida no cargo. O entendimento da finalidade pública e privada: compromisso com a informação fidedigna, o bom uso dos dados para o devido encaminhamento das tomadas de decisões.

 

  • Fraudes em Demonstrações Financeiras (18 h/a – 1 encontro): Caracterização da contabilidade fraudulenta. Práticas usuais de manipulações de dados financeiros e contábeis. Medidas contra a manipulação de dados financeiros e contábeis. Eclosão de manipulações em demonstrações financeiras nos Estados Unidos. Diagnose das fraudes e manipulações contábeis no Brasil. Estudos de casos.

 

  • Metodologia de Pesquisa (18 h/a – 1 encontro) EAD: A técnica da análise temática. O conhecimento científico. Tipos de normas técnicas. A elaboração do trabalho científico. Conceitos e estruturação de uma pesquisa: as variáveis envolvidas, os métodos de coleta de dados e o projeto de pesquisa.
  • Didática do Ensino Superior (18h/a – 1 encontro) EAD: A didática de ensino e as ciências sociais. Tendências contemporâneas em Educação e o papel da Didática. Planejamento do ensino: escolha de objetos, seleção de conteúdos. Avaliação do processo-aprendizagem.

Corpo Docente

*Coordenador do Curso:

*Francisney Liberato Batista Siqueira – Secretário de Controle Externo do Tribunal de Contas de Mato Grosso. Auditor Público Externo do TCE-MT. Advogado. Contador. Pós-graduado em Direito e Controle Externo na Administração Pública (FGV); Gestão Pública; Contabilidade Gerencial. Atuou em cargos comissionados como Consultor de Orientação ao Jurisdicionado da Consultoria Técnica, Assessor Técnico da Secretaria de Controle Externo sobre Atos de Pessoal e Chefe de Gabinete do Ministério Público de Contas do TCE-MT.

 

Adão Ferreira da Silva – DOUTORADO – Ciencias Contabeis – FUCAPE BUSINES SCHOOL (2018 – em andamento); DOUTORADO – Contabilidad – UNR Argentina – (2008 não concluido); MESTRADO – Ciências Contabeis – FEA/USP/SP ( 2003); GRADUAÇÃO – Bacharel em Ciências Contábeis UFMT (1995) – CONTADOR CRCMT 6515-O-0; Bacharel em Direito pela UNIVAG (2017) – ADVOGADO OABMT 24.354/O; ESPECIALIZAÇÃO – Controladoria e Finanças UFMT (1997); MBA – Gerenciamento Avançado pela FIA/USP/SP (1999); ADVOGADO CRIMINALISTA;

Andréia Carpes Dani – Doutora em Ciências Contábeis e Administração pela Universidade Regional de Blumenau (FURB) com período sanduíche no ISCTE em Lisboa, mestre em Ciências Contábeis pela Universidade Regional de Blumenau (FURB) e graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões -URI. Possui experiência na docência do ensino superior e nas demais atividades com enfoque no ensino e na pesquisa em Contabilidade e Administração. Desde 2012 atuando como professora e pesquisadora na área de Ciências Contábeis e Administração, em especial, nos seguintes temas/ áreas: Administração Pública, Auditoria Contábil, Controladoria, IFRS, Qualidade da informação Contábil e Teoria da Contabilidade. 

 

Giovanni Pacelli Carvalho Lustosa da Costa: Doutor (2016) e mestre (2011) em Ciências Contábeis pela UnB (programa Unb – Ufpb – Ufrn). Foi editor chefe da Revista da Controladoria-Geral da União da 10ª a 14ª edição (2015, 2016 e 2017). Possui graduação em Ciência Militares – Infantaria pela Academia Militar das Agulhas Negras (2000), graduação em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará (2006), especialização em Operações Militares pela Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (2008). Auditor Federal de Finanças e Controle desde 2009, chefiou a Coordenação-Geral de Técnicas, Procedimentos e Qualidade da Secretaria Federal de Controle da Controladoria-Geral da União em 2013 e 2014 conduzindo ações como: qualificação técnica dos auditores, elaboração e revisão de procedimentos de auditoria, inspeções técnicas.

 

Jonas Costa Cruz – Professor do Magistério Superior na Universidade Federal de Mato Grosso. Mestrado Profissional em Ciências Contábeis. Fundação Instituto Capixaba de Pesq. em Contabilidade, Economia e Finanças, FUCAPE, Vitoria, Brasil. Graduação em Direito.Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Cuiabá, Brasil. Graduação em Ciências Contábeis. Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Cuiabá, Brasil.

 

Jorge Pinto de Carvalho Júnior – Contador graduado pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Pós-graduado em Gestão Pública Municipal (UNEB), Contabilidade Governamental (Fundação Visconde de Cairú) e Direito Público e Controle Municipal (Unibahia). Foi Controlador Municipal e Secretário de Administração, Finanças e Planejamento em municípios do Estado da Bahia. Ex-Analista de Controle Interno da Secretaria da Fazenda do Estado do Rio de Janeiro, onde ocupou a função de Superintendente de Normas Técnicas e foi Substituto Eventual do Contador Geral do Estado. Auditor de carreira do Tribunal de Contas do Município de São Paulo. Assessor Técnico da Câmara Técnica de Normas Contábeis e de Demonstrativos Fiscais da Federação (STN), indicado pelo Instituto Rui Barbosa.  Membro do Subgrupo Nacional do PCASP da STN. Coautor dos livros: Entendendo a Contabilidade Orçamentária Aplicada ao Setor Público (2015); Entendendo a Contabilidade Patrimonial Aplicada ao Setor Público: do Ativo ao Patrimônio Líquido (2017); Entendendo o Plano de Contas Aplicado ao Setor Público (2ª ed. – 2017), todos publicados pela Editora Gestão Pública.

 

José Alves Pereira Filho – Auditor do Estado. Atualmente ocupa o cargo de Secretário Adjunto de Controle Preventivo da Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso. Atuou como Secretário Auditor Geral do Estado pelo período de 2010-2014. Ministrou cursos sobre os temas: Controle Interno, Controle Externo, Auditoria Governamental, Lei de Responsabilidade Fiscal, Contabilidade Pública e outros temas relacionados com a Administração Pública. Participou como colaborado do TCE-MT na elaboração do Guia para Implantação do Controle Interno. Membro da Comissão de Implantação dos Núcleos Sistêmicos do Poder Executivo do Estado de Mato Gorsso (reforma administrativa). Atuou na área de planejamento e orçamento do Município de Várzea Grande (1998-2001). Graduado em Ciências Contábeis pela UFMT (1998), Especialização em Gerente de Cidade pela Fundação Armando Alvares Penteado FAAP (2002) e especialização em Gestão Pública pela Universidade de Cuiabá (2004), Pós-Graduado em Direito e Gestão Pública pela Fundação Escola do Ministério Público (2008).

 

José Marcelo Perez– Coordenador do Projeto 1 (planejamento Estratégico) do Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado do Tribunal de Contas de Mato Grosso – PDI. Auditor Público Externo do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso – TCE-MT. Contador formado pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE. Palestrante e Instrutor da Escola de Contas do TCE-MT. Pós-graduado em Direito e Controle Externo na Administração Pública (FGV); MBA em Gestão Governamental (FIAVEC); MBA em Administração Pública e Gerenciamento de Cidades (FIAVEC); e Pós-graduando em MBA em Gestão Estratégica de pessoas e Coaching (UNEB/CPEX). Atuação em cargo comissionado como Assessor Técnico de Desenvolvimento de Controle Externo (ADECEX/TCE-MT). Palestrantes/instrutor em diversas áreas: Orçamento Público, Administração Pública, Planejamento Estratégico, Balanced Scorecard – BSC, Motivacional, Liderança e Equipe, oratória.

 

Luiza Cristina de Azevedo Ricotta– Psicóloga, trabalha com Desenvolvimento Profissional em Carreiras públicas e privadas. Professora universitária em cursos de pós-graduação presencial e à distância. Mestrado em Psicologia pela U.P. Mackenzie, SP. Pós-Graduada em Terapia Familiar Sistêmica PUC-SP. Pós-Graduada em Psicodrama e também Didática Supervisor em Psicodrama pelo SEDES/ FEBRAP. Autora de diversos conteúdos para cursos de pós-graduação EaD. Formação em Gestão de Pessoas da FGV-SP, em Coach Instituto Holos BR e em Mediação e Solução de Conflitos ALGI credenciada pelo Conselho Nacional de Justiça. Membro do Fórum Permanente de Inovação da FGV-SP.

Kerton Nascimento e Costa – Mestre em Direito, Professor Universitário, em cursos de Pós-graduação e Preparatório para Concursos Públicos e Exame de Ordem. Autor e coautor em 13 Obras Jurídicas sobre Direito Constitucional, Direitos Humanos e Direito Ambiental, além de artigos publicados em periódicos jurídicos. Advogado, atuante no mercado corporativo, com ênfase em aquisições, incorporações, direito regulatório e licitações.

Mauro Kosis – Bacharel em Ciências Contábeis pela UFMT, Auditor Federal de Finanças e Controle do Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União, Especialista em Gestão Empresarial pela UFMT, Membro da Academia Mato-grossense de Ciências Contábeis – Cadeira nº 33.

Paulo Sérgio Almeida Santos- Professor Permanente e Pesquisador da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC) e do Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Doutor em Ciências Contábeis pela Universidade de Brasília (UNB). Mestre em Ciências Contábeis pela Universidade Regional de Blumenau (FURB). Especialista em Gestão Pública e Estatística Aplicada pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Graduado em Ciências Contábeis pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

 

Do corpo docente: a Universidade Candido Mendes se reserva o direito de alterar e/ou incluir corpo docente, quando por motivo de foro pessoal ou forma maior aquele que estava designado ficar impossibilitado de ministrar a aula, evitando assim alteração de calendário.

 

  1. Do Trabalho de conclusão de curso: De acordo com a Resolução nº 001/2018, do Conselho Nacional de Educação (CNE), o trabalho de conclusão de curso (TCC) não é mais requisito obrigatório para certificação de especialização, entretanto, a Universidade Candido Mendes, entende que o TCC traz mais qualidade ao curso, exigira ao final a entrega de um artigo como trabalho de Conclusão.
  2. Do adiamento ou cancelamento do início do curso: A Universidade Candido Mendes se reserva ao direito de adiar ou cancelar o curso se o número de matriculados for inferior a 40 alunos.

 

Taxa de Matricula R$ 150,00 
Consulte as empresas conveniadas com desconto de ate 25% 
Indique amigos e ganhe descontos na matricula, consulte o regulamento com nossos consultores.

INVESTIMENTO:

  • 21 parcelas de R$ 533,00.
  • Desconto para conveniados de 25%:   21 parcelas de R$ 399,75

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “23,24 e 25/03- PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU em CONTABILIDADE PÚBLICA 2021/1 – TURMA VI”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *